domingo, 11 de dezembro de 2011

[ESTILO]Pin Up

Moda Pin up

As pin ups surgiram em meados dos anos 50 e marcaram a moda com sua sensualidade e charme feminino.

Ainda hoje muitas meninas, mulheres apreciam essa moda.

Caso você goste também e não sabe como se vestir como uma pin up girl, deixo aqui umas dicas básicas de como se transformar numa verdadeira pin up.

1.Maquiagem:

Utilize cílios postiços, pois ter cílios grandes é uma parte essencial do look. Exagere no delineador estilo gatinho e no batom vermelho.Além disso, utilize pó cor de rosa nas bochechas.

2.Cabelo:

Cabelo muito bem feito é essencial. A maioria das Pin-Ups, usa cachos muito bem feitos. Cabelos muitos compridos para esta moda não está com nada, as verdadeiras Pin-Ups usam o cabelo na altura dos ombros. É legal apostar em lenços retos ou em tiaras com flores e laços.

3.Acessórios:

Muitas pulseiras grades e coloridas, sem brinco e sem colar. Pode-se usar cintos coloridos para valorizar a cinturinha.

4.Roupa:

Aposte em peças curtas e sensuais, nunca dispensando cores vibrantes como o vermelho, o rosa ou o azul. O decote coração era o preferido das pin-ups, então abuse deles. Além disso, elas também usavam muito a saia godê, que ficou marcada nos anos 50.A cintura alta é uma marca registrada das Pin-up, use.

5.Sapato:

Abuse dos sapatos altos e coloridos, pois alonga as pernas.

O que nao pode faltar no guarda-roupa de uma pin up:

- Saia lápis ou godê
- Lençinhos no pescoço, bolsinhas de mão, fitas no cabelo
- Sapatos de modelo peep-toes
- Blush rosado e sobrancelhas bem marcadas
- Decote, corpete, espartilhos
- Cintos marcando a cintura
- Estampas
- Vestido retrô
- óculos coloridos
- luvinhas de renda
- vestidos levinhos e rodados
 FONTE:MODA PARA VESTIR


 Isso porque o gênero
pin-up, também chamado “cheesecake” (bolo de queijo), é fundamentalmente pudico. Os homens permanecem fora do cenário; as partes genitais ficam escondidas e o ato sexual é apenas sugerido, nunca consumido. O que explica o porquê do atual desvalimento da pin-up, considerada como obsoleta nesses tempos de licença sexual: daqui para frente, ela que conheceu sua hora de glória nos anos 1930-1950, nos Estados Unidos e no resto do mundo, está se vendo relegada às páginas especiais da revista “Playboy”, ao calendário da Pirelli e à “página 3″ dos tablóides britânicos.
A pin-up mais célebre do século 20, Marilyn Monroe, contribuiu de maneira considerável para impor o clichê da boneca loira, passiva e inocente, à espera do bem-querer do homem. Contudo, “a pin-up não é um símbolo mais misógino do que qualquer outro no campo artístico”, corrige Maria Buszek, autora do livro “Pin-up Grrrls – Feminism, Sexuality, Popular Culture” (2006) e mestre de conferências no Kansas City Art Institute. “Ela refletiu ao mesmo tempo as atitudes vis-à-vis da sexualidade feminina e as esperanças de mudança”.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário